Twitter | Search | |
Luís Fernando Tófoli
Será que a cloroquina, uma molécula antiga e barata, usada para tratar malária, seria capaz de salvar doentes graves com covid-19? O que é fato e o que é desejo sobre isso? Segue a .
Reply Retweet Like More
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
A hidroxicloroquina (HCQ) foi criada em 1945 a partir da cloroquina, por sua vez um derivado do quinino, a primeira substância com efeitos comprovados para o tratamento de malária. O quinino foi isolado no século 19, mas muito antes já era usado como fitoterápico.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
No século 17, a planta peruana rica em quinino, a cinchona, já era conhecida pelos indígenas como forma de tratamento para a malária. Foi só muito tempo depois que ela se transformou em refrigerante e foi virar drink como gim tônica (sim, água tônica tem quinino).
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
Voltemos à neta do quinino, a hidroxicloroquina. Trata-se de uma molécula peculiar. Além de útil para o tratamento da malária ela também é usada em doenças oncológicas e reumatológicas, especialmente para o tratamento do lupus, uma doença autoimune potencialmente grave.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
Como funcionam a cloroquina e a HCQ? Não temos conhecimento completo. Sabemos que provavelmente tem a ver com organelas celulares chamadas lisosomas e com receptores transmembrânicos, causando o que podemos denominar como um efeito imunomodulador.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
O efeito antiviral da cloroquina e da HCQ já é conhecido há algum tempo, inclusive para o tratamento de SARS (sigla em inglês para Síndrome Respiratória Aguda Grave) causada por outros tipos de coronavírus, como indica esse artigo no Lancet em 2006.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
Estudos feitos já após o início da epidemia de covid-19 sugeriram que a cloroquina poderia ser efetiva também na SARS causada por este vírus (SARS-CoV). O problema é que a cloroquina é uma molécula bastante tóxica, dificultando seu uso com pacientes em estado muito grave.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
Um estudo chinês publicado em 9 de março deste ano indicou, porém, que a hidroxicloroquina também teria a capacidade de inibir a atividade do novo coronavírus em estudos in vitro. Ou seja, não em animais ou humanos, mas em células em cultura infectadas.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
Ontem saiu mais um estudo chinês na revista Cell Discovery, indicando resultados na mesma direção. É importante saber, porém, que existe uma grande distância entre algo funcionar em células em um laboratório e poder ser usada como um tratamento em humanos.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
O frisson foi causado por um estudo realizado por pesquisadores de um instituto francês em humanos e que foi submetido à revista International Journal of Antimicrobial Agents. Foi um estudo aberto com HCQ e que indicou redução na carga viral.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
O estudo foi controlado (ou seja, houve pacientes que receberam e que não receberam HCQ baseado em indicações vindas da China e da Coreia), porém foi aberto (ou seja, não foi escondido dos pacientes e da equipe de saúde quem recebeu ou não o medicamento). A amostra foi pequena.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
Considerando o que pressupõe a Medicina baseada em evidências, os resultados precisam ser interpretados com cautela. Por outro lado, eles foram bastante encorajadores. Após 6 dias, a percentagem de pacientes que receberam HCQ, a positividade para covid-19 caiu para 25%.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
Os que não receberam HCQ continuaram positivos em 90% dos casos. Alguns dos pacientes tratados receberam também o antibiótico azitromicina (que parece ter efeito antiviral). Entre os pacientes submetidos à terapia combinada a percentagem de casos positivos caiu para 5% no 6º dia.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
A hipótese que explicaria a potencial efetividade da (hidroxi-)cloroquina na SARS seria pelo seu efeito imunomodulador que bloquearia a cascata inflamatória disparada nos pulmões dos doentes, a principal causa da destruição pulmonar que leva à morte por covid-19.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
Agora vem a reação desmedida do tempo das redes sociais. Trump já se adiantou, e sem evidência ainda suficientes para considerar a HCQ um tratamento efetivo, já anunciou medidas favorecendo o seu uso, balbuciando o nome da droga.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
As informações voam de maneira tão descontrolada que eu, médico antenado e online, fiquei sabendo que a 'droga de malária' poderia 'curar o coronavírus' ao mesmo tempo que a minha filha de 15 anos, estudante do ensino médio. O problema não é falta de informação: é como filtrá-la.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
Diante do desespero pelo qual todos estamos passando e com tantos filmes de epidemia onde aparece milagrosamente uma cura (principalmente quando a doença chega nos Estados Unidos) é mais ou menos esperado que uma substância seja eleita como - literalmente - uma salvação.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
Dezenas de substâncias com potencial de tratamento, de antiretrovirais a corticóides, estão sendo testados contra o covid-19. TEMOS QUE ESPERAR RESULTADOS CONSOLIDADOS ANTES DE TOMAR MEDIDAS DE IMPACTO SANITÁRIO E ECONÔMICO. Precisamos de calma e serenidade.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
Não quero dispensar o potencial valor da hidroxicloroquina, e torço para que ela salve muitas vidas. Mas por ora, na ausência de melhores informações, entendam que é o ISOLAMENTO SOCIAL que nós vamos ter que exercer ao máximo possível, como gente cidadã e responsável.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
Não espere respostas milagrosas. Elas só existem em filmes de Hollywood. Ainda teremos que passar por dias muito difíceis. Vamos nos unir para superar tudo isso e... ...PARA TIRAR O MILICIANO INEPTO QUE COMETEMOS A BURRADA DE COLOCAR NA PRESIDÊNCIA.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
ERRATA Logo lá na capa, o certo era *hidroxicloroquina e não ~cloroquina~. Perdão. Como vocês viram, a maioria dos efeitos valem provavelmente para a cloroquina também, mas é dureza errar a digitação logo no primeiro tuíte... tempos de correria, me desculpem.
Reply Retweet Like
Luís Fernando Tófoli Mar 19
Replying to @lftofoli
🟥ADENDO IMPORTANTE🟥 Aprendam com a onda do papel higiênico e o álcool gel: NÃO corram para as farmácias para estocar hidroxicloroquina. Ao fazer isso, vocês podem estar causando MUITO MAL a quem a usa para tratar várias doenças, em especial o lupus eritematoso sistêmico.
Reply Retweet Like